Estatística

Ter a capacidade de compreender o comportamento de setores do mercado financeiro, a previsão do tempo e as relações das pessoas com o meio, é essencial para determinar investimentos, prever fenômenos e aprender sobre nós. Conheça o curso e outras áreas de atuação do profissional de estatística.

O Curso

O curso de Estatística (353) é diurno, presencial e possui uma habilitação (1716), que confere o grau de Bacharel. Para graduar-se neste curso, o aluno pode permanecer de 8 a 16 semestres na Universidade a fim de cursar 200 créditos. Seu currículo compreende um conjunto de disciplinas que englobam os conteúdos principais e complementares à formação acadêmica e profissional do estudante.

O Mercado de Trabalho

A profissão de estatístico foi estabelecida pela Lei nº 4739, de 15 de julho de 1965. O Decreto nº 62497, de 1º de abril de 1968, aprovou o regulamento da profissão de estatístico no Brasil.

Segundo o Guia do Estudante, as principais áreas de atuação profissional do estatístico são:

  • Bioestatística: determinar os métodos e organizar os dados de pesquisas nas áreas de ciências biológicas e da saúde.
  • Computação: criar programas de estudos estatísticos.
  • Indústria: analisar amostras colhidas nas várias fases de produção, a fim de detectar eventuais erros e escolher métodos para aprimorar a qualidade de um produto. Realizar estudos de implantação e expansão de fábricas, controle de estoque e produtividade.
  • Internet: criar e gerenciar programas de busca. Montar bancos de dados digitais.
  • Perfil de consumidores: analisar o público-alvo e levantar as características de consumidores para desenhar estratégias de negócio e embasar campanhas publicitárias.
  • Pesquisa: levantar as características de consumo de determinada região, classe social ou faixa etária. Montar e gerenciar banco de dados com as informações coletadas. Atuar em pesquisas eleitorais.
  • Recursos humanos: analisar salários e avaliar planos de saúde, fundos de pensão e planos de previdência.
  • Setor financeiro: atuar na área de seguros, análise de risco e avaliação de investimentos e de fluxo de caixa.

Ainda de acordo com o Guia supramencionado, o estatístico “é um profissional disputado no mercado e um dos mais bem remunerados. Só perde para a Medicina, de acordo com estudo realizado em 2013 pelo Instituto de Pesquisa Econômica Avançada (Ipea). O mercado para este profissional está em expansão, especialmente por causa das grandes bases de dados conhecidas como big data. Outra área aquecida é a de inteligência de mercado, na qual o bacharel analisa dados do mercado para embasar decisões comerciais e de desenvolvimento de produtos.

Os principais mercados estão em agências governamentais, institutos de pesquisa, empresas do setor financeiro e de tecnologia, grandes corporações e escritórios de consultoria. Companhias aéreas, operadoras de telefonia e redes varejistas também são grandes empregadoras. Há, ainda, oportunidades em agências especializadas em pesquisas de opinião, como as eleitorais. Empregadores tradicionais são o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Petrobras e a Fundação Oswaldo Cruz”.

Vida Acadêmica

Concomitantemente à atuação profissional, o graduado em Estatística pode aprofundar seus conhecimentos e seguir com estudos em nível de pós-graduação, obtendo os títulos de mestre e/ou de doutor, o que abre portas para ser pesquisador da área estudada, professor em universidades públicas e privadas ou profissional de ponta em determinado âmbito do conhecimento, tornando-se um profissional diferenciado no mercado de trabalho.

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+Share on LinkedInPin on Pinterest
3 de janeiro de 2017 Escritor

Fontes: Departamento de Estatística da UnB, SIGRA, Matrículaweb e Guia do Estudante 2016

Página do Curso

Saiba mais visitando a página do curso

Bacharelado em Estatística